18 de jan de 2009

A Balada do Tempo

Eu costumo dizer que cada situação por cada um de nós vivida, nada mais é que uma fase em nossas vidas.A única coisa que eu não sei explicar é quanto tempo pode durar cada uma dessas fases.Quanto tempo leva cada um dos movimentos feitos por cada uma das emissões nervosas feitas pelos pensamentos dentro de nossos rápidos e tão confusos cérebros?Quanto tempo pode levar para reconhecermos um rosto ou mesmo uma situação já vivida?E quanto tempo leva para nos apaixonarmos?E quanto é necessário para fazermos com que se apaixonem por nós?Ninguém sabe dizer. Alguns podem até tentar e dizer que a paixão surgiu no momento em que os olhos dos amantes se encontraram, mas quem pode garantir que ela já não existia de outros tempos?Dizem que o tempo corre de forma diferente para o mundo dos humanos e dos anjos. Será esta a razão a qual te faz levar tanto para acreditar que eu não sei o que fazer sem poder expressar para ti o que o tempo nos permitiu expressar?Quando não temos mais o tempo que costumávamos ter para gastar de forma prazeirosa e amistosa, tudo parece uma eternidade para acontecer, ou até mesmo para que os pensamentos atuais façam sentidos. Perder a noção de tempo só é bom quando acontece porque o gastamos ao lado de alguém que também não está interessado em saber se ele passou ou não... apenas foi vivido aquele instante que parecia interminável de tão intenso e feliz que foi; e que por hora já não o é.Eu não vejo as horas passarem, pois simplesmente tornou-se monótono esperar que as horas passem. Diferente do que já foi, hoje o tempo apenas passa, assim como você apenas passa na minha frente e não se dirige a mim.Talvez leve sim apenas um segundo para que possamos querer ter mais tempo. Mas quanto tempo leva para esquecermos o fato de que nosso tempo se foi? Talvez muito. Mas o tempo sempre passa...